A quantidade de parcelas do seguro desemprego pode variar conforme o tempo de trabalho.

Parcelas Seguro Desemprego

As parcelas a serem pagas do seguro-desemprego podem variar, dependendo do tempo em que o empregado comprovar vínculo empregatício com a empresa. As parcelas do seguro-desemprego podem ser recebidas de três a cinco meses. O pagamento pode ser feito de forma contínua ou alternada.

Por exemplo, se você trabalhou de seis a 11 meses você receberá três parcelas; para aqueles que trabalharem no mínimo 12 e no máximo 23 meses terão direito a quatro parcelas; e por fim aquelas pessoas que trabalharam mais do que 24 meses receberão cinco parcelas. Nestes três casos, o trabalhador tem que comprovar vínculo empregatício nos últimos 36 meses.

Segundo o Ministério do Trabalho, no caso do seguro-desemprego para o pescador artesanal, este receberá tantas parcelas quantas forem necessárias, no período em que a pesca fica proibida devido à procriação das espécies. O valor da parcela é de um salário mínimo.

Já para as modalidades de trabalhador doméstico e trabalhador resgatado de emprego compatível com o regime de escravidão o número de parcelas do seguro desemprego é de no máximo três meses, independente do período em que se tenha trabalhado. O valor a ser recebido para estes trabalhadores também não altera, sendo somente de um salário mínimo.

Parcelas do seguro desemprego

Cáculo seguro-desemprego - trabalhador normal

Para os trabalhadores normais, ou seja, que não se encaixem em nenhuma dessas modalidades (pescador artesanal, trabalhador doméstico e trabalhador resgatado de situação semelhante à escravidão), o valor do seguro-desemprego pode variar desse modo:

Deve-se calcular o salário médio do trabalhador, por isso somam-se os três últimos contracheques e divide-se por três. Então trabalhadores que tiverem o salário médio de até R$ R$ 1.090,43 multiplica o valor por 0.8 (80%); para aqueles que tiverem salário médio superior a R$ 1.090,44, mas inferior a R$ 1.817,56 multiplica o valor por 0.5 (50%); e para as pessoas que tiverem salário médio superior a R$ R$ 1.817,56, o valor da parcela será de R$ 1.235,91, invariavelmente.

Quem foi demitido sem justa causa uma vez e recebeu o seguro, e posteriormente, foi demitido pela segunda vez sem justa causa tem direito a receber o seguro-desemprego mais uma vez, mas somente se trabalhou com carteira assinada mais de 16 meses nesse último emprego. A quantidade de parcelas do seguro-desemprego segue a mesma lógica descrita acima, mesmo não sendo a primeira vez que você recebe o auxílio.

O pagamento do benefício é suspenso quando o trabalhador encontra um novo emprego ou no caso de recebimento de benefício continuado da Previdência Social - exceto o auxílio-acidente e a pensão por morte.

Obs: dados de out/2013.

Seguro Desemprego

Este site tem carater meramente informativo, as informações foram retiradas dos sites do governo. Não temos nenhuma ligação com os departamentos públicos responsáveis pelo beneficio.